Monumento aos aviadores italianos na Ilha de Bolama

/Monumento aos aviadores italianos na Ilha de Bolama

Monumento aos aviadores italianos na Ilha de Bolama

Não foi apenas o estadista Norte-americano General Ulysses Grant que deixou marcas na história do património cultural e arquitetónico da antiga capital portuguesa. A Ilha de Bolama tem também um monumento destinado a homenagear dois pilotos de aviação italianos que faziam um Cruzeiro Transatlântico entre a Itália e o Brasil e que, infelizmente, acabou em tragédia no espaço aério da antiga capital portuguesa.

No dia seis de Janeiro de 1931, numa queda de um avião com o registo A – IX de Itália, que fazia um Cruzeiro da Travessia Aéria transatlântica entre Roma e Brasil, morreram cincos italianos, entre os quais o piloto Capitão Luigi Bicinti, o piloto Tenente Ercole Imbastari, o rádio-telegrafista Major Maquinista Sargento Luigi Fois e o Sargento Maquista Felice Nensi.

O então governo de Portugal ergueu um Monumento de Homenagem aos Pilotos Aviadores italianos que infelizmente perderam a vida nesta tragédia, sendo atualmente património cultural da Ilha de Bolama, sendo um dos espaços mais visitados pelos jovens e turistas que visitam a antiga capital da Guiné-Bissau.

Por | 2018-07-25T04:58:25+00:00 14 de Agosto de 2017|Categorias: Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

António Nhaga
António Nhaga é Licenciado em Ciências de Comunicação, Professor Universitário, Director do Curso de Comunicação Organizacional e Jornalismo na Universidade Lusófona da Guiné. Coordenador de Grupo de Pesquisa de Comunicação Organizacional e Jornalismo da Universidade Lusófona da Guiné, Membro da...
Ler mais sobre: António Nhaga

Deixe um comentário