Dez dias para garantir presença de artistas brasileiros no festival MEXE

/Dez dias para garantir presença de artistas brasileiros no festival MEXE

Dez dias para garantir presença de artistas brasileiros no festival MEXE

A campanha de ‘crowdfunding’ do festival MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade, para garantir a participação de sete artistas brasileiros na edição deste ano, encerra dentro de nove dias, alertou a organização.

A 6.ª edição do MEXE, que apresentou a programação em julho, vai reunir no Porto, de 16 a 22 de setembro, mais de 400 participantes de seis países, em 70 ações desenvolvidas em particular no âmbito de práticas artísticas comunitárias.

Construído em colaboração com os cidadãos, o MEXE prevê, entre outros espetáculos, a apresentação de dois projetos brasileiros “Isto é um Negro?”, no Teatro Carlos Alberto, e “Quando Quebra Queima”, na Escola Alexandre Herculano. “Isto é um Negro” é um trabalho de um coletivo de atrizes e atores negros, que reflete sobre as questões da negritude e do racismo no Brasil, e “Quando Quebra Queima” é um espetáculo da Coletiva Ocupação, que põe em cena histórias de movimentos que se opuseram ao encerramento de escolas, no Brasil.

O festival vai focar-se ainda na criação artística africana, contando com o bailarino tanzaniano Samwell Japhet e o ugandês António Bukhar Ssebuuma, e contar com participações espanholas, no âmbito da Mostra Espanha, como o músico Josep Borrás, que fará uma oficina no Centro Educativo de Santo António, a iniciativa “Botes por el cambio” e o Colectivo Lisarco, que envolverá organizações que trabalhem com pessoas com deficiência.

O programa do MEXE vai estender-se a mais de 20 locais do Porto e realizar o Encontro Internacional de Reflexão sobre Práticas Artísticas Comunitárias (EIRPAC), coorganizado com nove universidades portuguesas, com mais de cem investigadores da área.

A campanha de ‘crowdfunding’ corre na plataforma https://ppl.pt/mexe2019.

Fonte: Lusa

Por | 2019-08-15T07:01:54+00:00 15 de Agosto de 2019|Categorias: Arte, Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário