Escritor José Luís Peixoto vai ter centro interpretativo na sua terra natal

/Escritor José Luís Peixoto vai ter centro interpretativo na sua terra natal

Escritor José Luís Peixoto vai ter centro interpretativo na sua terra natal

Um centro interpretativo dedicado ao escritor José Luís Peixoto vai ser criado na sua terra natal, a vila de Galveias, no concelho de Ponte de Sor (Portalegre), num investimento de 387 mil euros, foi hoje divulgado.

Promovido pela Junta de Freguesia de Galveias, localidade de onde é natural o escritor, o centro conta com o apoio do município de Ponte de Sor e deverá abrir ao público em setembro de 2021.

“O centro interpretativo vai ser instalado no rés-do-chão do edifício que funciona como Casa da Cultura, no centro da vila”, explicou hoje à agência Lusa a autora do projeto, Inês Florindo Lopes.

No Centro Interpretativo José Luís Peixoto, vai ser possível conhecer a “vida e obra” do escritor, cabendo ao artista “guiar a narrativa” que conduz os visitantes pelo espaço.

O projeto resulta de uma candidatura aprovada pelo Turismo de Portugal, no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, tendo sido concedido um financiamento de natureza não reembolsável, no montante de 271 mil euros, cabendo a restante verba à Junta de Freguesia de Galveias.

De acordo com Inês Florindo Lopes, o centro interpretativo integra a Rede de Turismo Literário do Alentejo e Ribatejo, “projeto âncora” a cargo da Entidade Regional de Turismo (ERT) que visa dotar a região de uma rede com “múltiplos nós” formados por rotas de escritores, de correntes literárias ou de obras literárias, além de espaços que apresentam e celebram a vida e a obra de escritores e autores locais.

A autora do projeto explicou ainda que, além do centro interpretativo, os visitantes vão poder observar vários sítios e lugares mencionados por José Luís Peixoto nas suas obras.

“O José Luís Peixoto nas sua obras, não é só no livro Galveias, fala sempre em ruas e locais da freguesia de Galveias. E esses locais vão ser todos identificados e os visitantes poderão visitá-los”, explicou.

O autor, vencedor do Prémio Literário José Saramago em 2001, conquistou depois em 2019, com o romance “Galveias”, traduzido para a língua japonesa por Maho Okazaki Kinoshita, o maior prémio de tradução do Japão.

Com a mesma obra conquistou o Prémio Oceanos – Prémio de Literatura em Língua Portuguesa em 2016, no Brasil.

Ao longo da sua carreira, o escritor tem recebido vários prémios, incluindo o de Jovens Criadores (1997), a obra “Livro”, em Itália (Prémio Libro d´Europa em 2013), ou o trabalho “A Criança em Ruínas”, prémio da Sociedade Portuguesa de Autores em 2013.

A obra de José Luís Peixoto está traduzida em mais de 25 línguas.

Fonte: Lusa

Por | 2020-08-13T12:58:11+00:00 13 de Agosto de 2020|Categorias: Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário