Freguesia do Telhado, no Fundão, cria “escolinha do barro”

/Freguesia do Telhado, no Fundão, cria “escolinha do barro”

Freguesia do Telhado, no Fundão, cria “escolinha do barro”

A freguesia do Telhado, concelho do Fundão, vai criar uma “escolinha do barro” com o objetivo de colocar as crianças em contacto com o barro e para despertar o interesse pela tradição da olaria.

Com a denominação “Atira o barro à parede”, o projeto deve avançar no ano letivo 2019/20 e resulta de uma parceria entre a Junta de Freguesia do Telhado e a Câmara Municipal do Fundão, distrito de Castelo Branco.

“Queremos trazer as crianças das escolas do concelho até à Casa do Barro para participarem em oficinas sobre o barro. O intuito é mostrar a estas crianças o que foi a tradição da olaria na nossa freguesia e tentar incutir-lhes o interesse pela atividade”, apontou Jorge Martins, presidente da Junta de Freguesia do Telhado.

Lembrando que, atualmente, a Casa do Barro já recebe visitas escolares, Jorge Martins explicou que o objetivo é o de aprofundar a componente pedagógica com ateliês práticos em que as crianças possam experimentar a moldagem do barro.

Um projeto que o presidente do município do Fundão, Paulo Fernandes, também classifica como muito importante, por encerrar um “tributo” a uma atividade que outrora teve forte relevo naquela freguesia e também por apostar na articulação entre os projetos educativos e os recursos locais.

“A criação de uma identidade positiva, desde muito pequenos, relativamente àquilo que são as nossas temáticas, os nossos produtos, a nossa cultura, o nosso património e a nossa identidade é algo que pode perdurar décadas”, sublinhou.

O autarca sublinhou que o projeto ajuda a semear um “elo permanente” à comunidade e a “democratizar a aprendizagem” por apresentar outras opções de “saber fazer” a todos os alunos.

A freguesia também vai avançar com a recuperação do forno da aldeia e do lagar de varas, num investimento global de 75 mil euros que tem financiamento de 90% enquadrado na candidatura que a Agência Gardunha 21 fez ao programa Valorizar.

Fonte: Lusa

Por | 2019-06-18T06:47:52+00:00 18 de Junho de 2019|Categorias: Cultura, Sociedade||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário