Macau promove festival de artes e cultura para reforçar laços sino-lusófonos

/Macau promove festival de artes e cultura para reforçar laços sino-lusófonos

Macau promove festival de artes e cultura para reforçar laços sino-lusófonos

Macau promove até 07 de julho um festival de artes e cultura para reforçar os laços sino-lusófonos, anunciou a organização do evento.

Fado, literatura e a gastronomia são algumas das áreas que vão trazer a Macau nomes como os ‘chefs’ Chakall, Tâmara Castelo e Luís Simões, a escritora Cecília Jorge e o músico Hélder Moutinho, além de grupos de música e dança tradicional oriundos da China e dos oito países lusófonos.

“Os eventos irão reunir figuras culturais e artistas de destaque de Macau, do interior da China e de países de língua portuguesa, acrescentando um novo capítulo na história do intercâmbio cultural sino-lusófono”, destacou na conferência de imprensa de apresentação da iniciativa a presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian.

Por outro lado, frisou, o objetivo destes eventos passa por orientar também “o público na transição do tradicional para o contemporâneo, do clássico para o experimental”.

O festival, que já integra eventos que estão a decorrer, divide-se em seis grandes iniciativas: uma feira do livro, um festival de cinema, um concerto que junta instrumentos tradicionais chineses de cordas e fado, espetáculos de música e dança tradicional, uma exposição de artes e uma mostra de arquivos sobre a passagem do antigo território português, em 1999, para administração da China.

A segunda edição da iniciativa é uma forma de “realçar a aura, o caráter e o charme do contexto cultural de ambas as línguas, bem como a evolução histórica da coexistência harmoniosa destas culturas ao longo de vários anos sem resultar na perda de identidade própria de cada uma”, salientou a presidente do Instituto Cultural.

“O intercâmbio cultural favorece a aprendizagem mútua, a qual leva ao desenvolvimento que, por sua vez, leva à inovação”, acrescentou.

Uma das apostas do festival passa pela organização da Feira Internacional do Livro, entre 04 e 07 de julho, dedicada ao tema “Apreciar e saborear Macau” e durante a qual estão previstas demonstrações de culinária.

A feira do livro terá a participação de editores de mais de 20 países e regiões.

Fonte: Lusa

Por | 2019-06-19T04:59:27+00:00 19 de Junho de 2019|Categorias: Arte, Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário