Nancy Vieira representa Cabo Verde no Festival da Lusofonia 2019 na Suécia

/Nancy Vieira representa Cabo Verde no Festival da Lusofonia 2019 na Suécia

Nancy Vieira representa Cabo Verde no Festival da Lusofonia 2019 na Suécia

A cantora Nancy Vieira representa Cabo Verde no Festival da Lusofonia 2019, um evento que celebra a diversidade cultural dos países de língua portuguesa, a realizar-se esta quarta-feira, dia 14, em Estocolmo, Suécia, durante o Stockholms Kulturfestival.

Este evento tem como objectivo “divulgar e valorizar a diversidade da cultura lusófona através da música, dança e actividades educativas, e proporcionar visibilidade internacional à Lusofonia e às instituições envolvidas.

O “Lusofoni Festival” é de entrada livre, apresentando uma programação com música, dança, exposições, contadores de histórias e DJ dos países de Língua Portuguesa.

“Aqui está algo para experimentar para todos! Dos contos de fadas e artesanato para os pequenos em Norrbro, de oficinas de danças e djs moçambicanos de clubes de Lisboa no Dansbanan para canto de alta qualidade de Cabo Verde e novo fado de Portugal no palco do Skeppsbron”, lê-se na nota.

Segundo a organização, esta edição contará com a realização de oito actividades, shows e workshops a serem distribuídos em três áreas do festival cultural, que junta a lusofonia nos seus diferentes sotaques, acordes e passos de dança.

O Festival da Lusofonia de Estocolmo reúne músicos, dançarinos, artistas, contadores de histórias e DJ dos países de expressão oficial portuguesa num divertido programa que é dirigido a todos os participantes.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) atribuiu apoio institucional ao “Festival da Lusofonia de Estocolmo”, produzido pela Associação Cultural Semente e apoiado pelas embaixadas e associações dos países da CPLP na Suécia.

Fonte: Sapo Musika

Por | 2019-08-13T04:55:29+00:00 13 de Agosto de 2019|Categorias: Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário