Campanha de solidariedade: Somos! Sorrisos em São Tomé

/Campanha de solidariedade: Somos! Sorrisos em São Tomé
Campanha de solidariedade: Somos! Sorrisos em São Tomé 2020-08-16T10:28:29+00:00

A Somos! – Associação de Comunicação em Língua Portuguesa (Somos — ACLP), entidade sem fins-lucrativos com sede em Macau, no âmbito do seu terceiro aniversário, está a organizar uma campanha de solidariedade para com os jovens da província de Cantagalo em São Tomé e Príncipe.  A campanha com o nome “Somos! Sorrisos em São Tomé” tem por objetivo a angariação de fundos que serão transferidos para o país e servirão para a compra de material escolar a distribuir pelas crianças mais desfavorecidas daquela província.

Com a sua ajuda é mais fácil fazê-los sorrir e prosseguir.

Assim, no dia 29 de agosto, a Somos! realiza um SunSet solidário no rooftop do Vic´s Restaurante das 18h00 – 1h00, com vários Dj´s: D-HOO (MDMA/MAC); Charivari (PT); Cuco (PT); Minchi (PT); RyomA (BE-ATS/JP); Soneca (PT) e Nelson Azevedo (PT).

A entrada terá um custo de 100MOP com direito a uma bebida de cápsula, valor que será canalizado para as crianças, bem como todo o dinheiro realizado durante o evento.

Um pequeno gesto nosso pode fazer uma grande diferença na vida dos jovens são-tomenses, que precisam de material escolar. E como os sorrisos também surgem da partilha de experiências e do convívio, apelamos ainda à doação de dinheiro que pode ser feita através da nossa conta:

Código swift: BNULMOMX
BNU Macau conta nº: 9014937266
Morada: 2 Avenida Almeida Ribeiro, Macau

Cantagalo é uma província na zona mais a sul de São Tomé. A economia resume-se à pesca artesanal, turismo e alguma produção agrícola. Não sendo a mais pobre do país é, ainda assim, muito carenciada. Tem 14 escolas e 6030 alunos

A pobreza, especialmente a infantil, é uma dura realidade em São Tomé e Príncipe. O último relatório da UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância, publicado em 2016, advertia para o facto de afetar mais de 70 por cento das crianças do país lusófono, quando estas representam cerca de 50 por cento dos seus 187 mil habitantes. Nesse ano, mais de 66 por cento da população vivia abaixo da linha da pobreza.

Todo o valor angariado pela Somos — ACLP será depois divulgado, tal como o número de crianças apoiadas e material comprado.