Projecto de dança recebe apoio do “Diversidade”

/Projecto de dança recebe apoio do “Diversidade”

Projecto de dança recebe apoio do “Diversidade”

O projecto “Curso Intensivo de Superação em Dança”, apresentado pela Associação Companhia de Dança Contemporânea de Angola, foi seleccionado na terceira ronda de avaliação do “Diversidade”, para ser apoiado no âmbito do programa de atribuição de subvenções até 20.000 euros a projectos culturais que visem produzir bens e serviços com valor económico e significado social e cultural.

Ao concurso, apresentaram-se 23 candidaturas e o júri aprovou por unanimidade a atribuição de apoio financeiro ao projecto da Associação Companhia de Dança Contemporânea de Angola. Entre as restantes candidaturas, 16 foram rejeitadas, três delas com recomendações para se apresentarem na próxima fase do concurso, seis não foram admitidas para apreciação por não cumprirem os requisitos regulamentares do “Diversidade”.

O júri foi constituído por Telmo Gonçalves, representante do Camões – Centro Cultural Português, Gabriele Stiller-Kern, do Goethe Institut, e Paul Barascut, da Alliance Française de Luanda. Os trabalhos de apreciação decorreram no dia 7 de Agosto. O júri do “Diversidade” reúne periodicamente para avaliação de propostas ou quando for atingido um número mínimo de cinco propostas válidas por país.

Nas duas rondas de avaliação anteriores, realizadas em Abril e Junho, foi aprovada a atribuição de subvenções a três projectos. Podem candidatar-se pessoas individuais, empresas ou organizações, do sector público ou do sector privado, com ou sem fins lucrativos, ou parcerias constituídas entre estas, desde que residentes ou registadas nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) ou Timor-Leste há pelo menos dois anos e com actividade efectiva nestes países e nos sectores culturais.

Poderão ser apresentadas candidaturas a subvenções até dois mil euros em procedimento muito simplificado ou até 20.000 euros em procedimento simplificado. O projecto “Curso Intensivo de Superação em Dança”, da Associação Companhia de Dança Contemporânea de Angola, foi aprovado com uma pontuação de 75 por cento.

O curso tem como objectivo melhorar as capacidades técnicas, interpretativas e criativas dos profissionais de dança em Angola. O “Diversidade” é um programa que permite a atribuição de subvenções até 20.000 euros a projectos ou acções que utilizem a criatividade, o património e o conhecimento cultural e a propriedade intelectual como recursos para produzir bens e serviços com valor económico e significado social e cultural.

Fonte: Jornal de Angola

Por | 2020-09-11T07:12:14+00:00 11 de Setembro de 2020|Categorias: Cultura||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário