São Vicente: Actividades na Avenida 05 de Julho marcam Dia da Cultura no Mindelo

/São Vicente: Actividades na Avenida 05 de Julho marcam Dia da Cultura no Mindelo

São Vicente: Actividades na Avenida 05 de Julho marcam Dia da Cultura no Mindelo

A Avenida O5 de Julho, no centro da cidade do Mindelo, centraliza as comemorações do Dia Nacional da Cultura em São Vicente com um “espectáculo intenso” e com “forte componente musical e visual”.

Sob o lema “Eugénio Tavares – Do legado à ficção”, a ilha de São Vicente assinala o Dia Nacional da Cultura, comemorado em todo o país, com um leque de actividades, entre estas um “espectáculo intenso” e com “forte componente musical e visual”, assegurou o director do Centro Cultural do Mindelo, António Tavares.

Marca-se assim esta sexta-feira (18), segundo esta mesma fonte avançou em conferência de imprensa, com um evento “multidisciplinar e de várias valências” e que vai ser descrito em três actos no “Largo O5 de Julho”.

Começa-se com uma peça na avenida, seguido da “Serenata ao largo”, que depois segue para as ruas de Mindelo, que coincide com outras serenatas a serem realizadas nas outras ilhas, e depois regressa ao “Baile largod” com actuação de DJ.

Prevê-se, conforme António Tavares, a participação neste espectáculo de grupos de hip hop, peças de teatro, grupo coral, e ainda do guitarrista Vamar Martins e banda.

Uma comemoração que no Mindelo centra na vida e obra do escritor natural da ilha Brava, abordado em quatro fases, com uma primeira designada do “Berço”, que debruça sobre a vida do poeta na ilha natal, onde aos 12 anos já era conhecido pela veia poética e aos 15 era notícia no Almanaque, enumerou o responsável do sector da cultura em São Vicente, Irlando Ferreira.

Segue-se depois “Viagem” com a vinda a Mindelo, depois para Santiago, onde vai conhecer a “cultura cabo-verdiana enraizada e com mais influências do continente” e mais tarde a “fuga” para os Estados Unidos da América (EUA) devido a questões políticas.

As outras duas fases são, conforme a mesma fonte, “Águada”, quando regressa dos estudos nos EUA e volta para Nova Sintra apenas para cuidar do seu jardim e por fim “Ficção”, que leva o legado e o manancial poético, musical, jornalístico e político do escritor para o campo da ficção.

“Aqui entra um dos momentos mais importantes da programação, sobretudo no Mindelo, com o espetáculo multidisciplinar apresentado no largo 05 de Julho”, asseverou.

Da programação deste dia constam ainda actividades em diferentes espaços da ilha, a começar pela plantação de um jardim em escolas do ensino básico em zonas como Ribeirinha, Lombo Tanque e Bela Vista e ainda feira de plantas no Madeiral.

Museu do Mar, na Rua de Praia d´Bote, acolhe “Pescador Trovador”, para além de eventos em lugares como o Núcleo Museológico Cesária Évora, Galeria Ponta d´Praia, Palácio do Povo, Centro Cultural do Mindelo, Alliance Française, Faculdade de Educação e Desporto (FAED) e vários outros.

“A nossa preocupação é de envolver a classe estudantil para despertar sobre a matéria e queremos que as pessoas se apropriem de Eugénio Tavares”, explicou Irlando Ferreira, adiantando que tentam envolver neste dia o máximo de espaços e programadores culturais possíveis.

Fonte: Inforpress

Por | 2019-10-17T04:59:12+00:00 17 de Outubro de 2019|Categorias: Cultura|, |0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário