World Bike Tour vai doar pelo menos meia centena de bicicletas a crianças da Guiné-Bissau – organização

/World Bike Tour vai doar pelo menos meia centena de bicicletas a crianças da Guiné-Bissau – organização

World Bike Tour vai doar pelo menos meia centena de bicicletas a crianças da Guiné-Bissau – organização

Pelo menos meia centena de crianças da Guiné-Bissau, ao cuidado da organização não-governamental “SOS Crianças Talibés”, irão este ano receber bicicletas doadas pela edição do World Bike Tour 2019, anunciou  à Lusa a organização.

“A organização compromete-se a entregar 50 bicicletas este ano, mas as pessoas que queiram doar a sua [bicicleta, que recebem pela inscrição no evento que se realiza este fim de semana em Lisboa] são também convidadas a fazê-lo, pelo que não pode saber-se, em antecipação, quantas bicicletas chegarão à Guiné-Bissau”, disse Luís Castro, organizador do evento, em declarações à Lusa.

A “SOS Crianças Talibés” – que há oito anos beneficiou das receitas de um livro (“Histórias Sem Aquele Era Uma Vez”) escrito por 40 jornalistas, é uma ONG que “recupera as crianças que foram raptadas das tabancas, levadas para a mendicidade e exploração sexual, e as devolve às famílias”, explicou o organizador. A ação resulta de uma parceria entre a organização do World Bike Tour (WBT), Sheraton e a Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal.

Na edição do ano passado do WBT, os paraquedistas portugueses da força nacional destacada na República Centro-Africana levaram 50 bicicletas que foram oferecidas a crianças locais.

“Neste momento, crianças que andavam mais de 20 quilómetros a pé, todos os dias, para irem à escola, usam as bicicletas que Portugal, através do WBT e dos paraquedistas, lhes ofereceu. Uma bicicleta faz toda a diferença para estas crianças”, sublinhou Luís Castro.

“No total, cerca de 4.000 ciclistas farão este domingo o percurso entre o Parque Eduardo VII e o Centro Cultural de Belém, a partir das 11:30. Se tivermos em conta que 1.000 pessoas fazem um quilómetro de pelotão, o que vai acontecer será mesmo impressionante. Uma mancha tremenda de bicicletas irá invadir Lisboa”, disse Luís Castro, organizador do evento, em declarações à Lusa.

O WBT tem como propósito “apelar e contribuir para uma nova atitude de mobilidade na cidade, a mobilidade suave, através do uso da bicicleta. Mas tem também o objetivo da formação, no sentido em que permite que as pessoas saibam que quando conduzem uma bicicleta estão sujeitas ao Código da Estrada”, sublinhou o organizador.

“A WBT é movida pelos objetivos da mobilidade suave, sustentabilidade, e pela vontade de contribuir para uma Lisboa mais verde, e por isso este é um evento verde, terminámos com tudo o que é plástico de uma única utilização”, anunciou ainda o organizador.

Finalmente, o evento reclama-se como promotor dos valores da inclusão de pessoas com deficiência, ação que desenvolve através de uma parceria com os Jogos Santa Casa e com a Câmara de Alcoitão.

Fonte: Lusa

Por | 2019-07-11T05:23:55+00:00 11 de Julho de 2019|Categorias: Desporto, Sociedade||0 Comentários

Sobre o autor:

Somos
Multiplataforma de comunicação numa mesma língua que junta contadores de estórias de Macau, da China e de todos os espaços do universo lusófono.

Deixe um comentário